CORAÇÃO DE JESUS

CULTIVANDO A INTIMIDADE COM DEUS

ORAÇÃO INICIAL (para todos os dias)

A: “Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde a traça e a ferrugem corroem, e onde os ladrões assaltam e roubam. Ajuntem riquezas no céu, onde nem a traça nem a ferrugem corroem, e onde os ladrões não assaltam nem roubam.

De fato, onde está o seu tesouro, aí estará também o seu coração”.

T: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo

A: Façamos nosso oferecimento, colocando nossas intenções particulares para esse encontro

(breve instante de silêncio)

T: Ofereço-vos, ó meu Deus, em união com o Santíssimo Coração de Jesus e por meio do Coração Imaculado de Maria, as orações, obras, sofrimentos e alegrias deste dia. Em reparação de nossas ofensas e por todas as intenções pelas quais o mesmo Divino Coração está continuamente intercedendo e sacrificando-se em nossos altares.

Eu vô-lo ofereço de modo particular pelas intenções desta novena.

A: O Senhor nos dê sua paz e nos acompanhe sempre.

T: Demos graças a Deus!


ORAÇÃO FINAL (para todos os dias)

Oh! Pai Eterno! Por meio do Coração de Jesus, minha vida, minha verdade e meu caminho, chego a vossa Majestade; por meio deste adorável Coração, vos adoro por todos os homens que não vos adoram; vos amo por todos os que não vos amam; vos conheço por todos os que, voluntariamente cegos, não querem conhecer-vos.
Por este diviníssimo Coração desejo satisfazer a vossa Majestade por todas as obrigações que vos tem todos os homens; vos ofereço todas as almas redimidas com o precioso sangue de vosso divino Filho, e vos peço humildemente a conversão de todas pelo o mesmo suavíssimo Coração.
Não permitais que seja por mais tempo ignorado por elas o meu amado Jesus; fazei que vivam por Jesus, que morreu por todas elas.
Apresento também à vossa Majestade, por este Santíssimo Coração, vossos servos, meus amigos, e vos peço que concedeis seu Espírito Santo, para que, sendo seu protetor o mesmo Santíssimo Coração, mereçam estar convosco eternamente. Amém.
Oremos:
Oh! Coração diviníssimo de Jesus, digníssimo da adoração dos homens e dos anjos!
Oh! Coração inefável e verdadeiramente amável, digno de ser adorado com infinitas glórias, por ser fonte de todos os bens, por ser origem de todas as virtudes, por ser o objeto em quem mais se agrada toda a Santíssima Trindade entre todas as criaturas!
Oh! Coração dulcíssimo de Jesus! eu vos adoro com todas as forças de meu pobre coração, eu vos ofereço as adorações todas dos mais amantes serafins e de toda vossa corte celestial e todas as que vos pode dar o Coração de vossa Mãe Santíssima.

Amém.

BÊNÇÃO FINAL:

A: Que o Deus todo amoroso e misericordioso nos guarde e nos guie por todos os nossos caminhos!

T: Amém!

A: Que permaneçamos sempre envolvidos pelo amor do Coração de Jesus!

T: Amém!

A: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo!

T: Amém

A: Que a paz do Cristo ressuscitado nos acompanhe!

T: Demos graças a Deus!

A: Amado seja o Coração de Jesus!

T: Amado seja o Coração de Maria!


1º DIA

UM CORAÇÃO QUE NOS CONVIDA

1. Acolhida

Irmãos e Irmãs, com muita alegria nos reunimos para o primeiro dia da nossa novena. Sintam-se acolhidos e abraçados por Jesus.

2. Oração inicial

3. Canto

4. Introdução à leitura:

Jesus tem seus momentos de oração pessoal com o Pai: “Nesses dias, Jesus foi para a montanha a fim de rezar”. Sempre que sentia necessidade, Jesus passava um tempo afastado do povoado, em profundo silêncio, ficando horas e horas em sintonia com Deus: “E passou toda a noite em oração a Deus”. Depois da sua oração íntima com o Pai, Jesus escolhe os doze apóstolos, inclusive aquele que iria se tornar o traidor. A palavra apóstolo significa aquele que Jesus envia para continuar a sua obra.

5. Palavra de Deus: Lc 6, 12-16

6. Refletindo a palavra:

Por que Jesus necessitava “conversar” com Deus? Também nós podemos conversar com Ele?

7. Canto

8. Oração Final  


2º DIA

UM CORAÇÃO QUE ATENDE E PERDOA

1. Acolhida

Queridos e queridas, sejam bem-vindos para nosso segundo encontro com o Coração de Jesus!

2. Oração inicial

3. Canto

4. Introdução à leitura:

Jesus confirma que todo pedido feito em oração será atendido, se realmente acreditarmos nisso. Porém, para que esse pedido se realize, é preciso, antes de pedir, perdoar “tudo o que tiverem contra alguém”, para que assim Deus também perdoe nossos pecados e nos atenda.

5. Palavra de Deus: Mc 11, 23-26

6. Refletindo a palavra:

Quais são os maiores pecados que cometemos hoje em nossa família, em nossa comunidade? Podemos nos tornar pessoas mais justas e solidárias a partir dessa leitura?

7. Canto

8. Oração Final


3º DIA

UM CORAÇÃO QUE ANSEIA POR UM MUNDO NOVO

1. Acolhida

Nossas boas vindas a todos vocês que mais uma vez se

dispuseram a agradecer e louvar o Coração de Jesus.

2. Oração inicial

3. Canto 

4. Introdução à leitura:

Vivemos sufocados numa sociedade que rejeita os valores de justiça e igualdade social, que sempre dá valor à riqueza que explora e ao poder que oprime.

As bem-aventuranças anunciam a vinda do Reino através da palavra e ação de Jesus. Ela proclama a libertação e não a alienação e o conformismo.

Jesus e o Pai tornam-se um para salvar os “pobres em espírito”.

“Felizes vocês, se forem insultados e perseguidos, e se disserem todo tipo de calúnia contra vocês, por causa de mim. Fiquem alegres e contentes, porque será grande para vocês a recompensa no céu”.

5. Palavra de Deus: Mt 5, 1-12

6. Refletindo a palavra:

Quais são as bem-aventuranças de nossa família, de nossa comunidade?

7. Canto

8. Oração Final

 


4º DIA

UM CORAÇÃO AMOROSO

1. Acolhida

Nos reunimos para esse quarto dia da nossa novena em honra ao Sagrado Coração de Jesus. Bem-vindos e sintam-se à vontade.

2. Oração inicial

3. Canto

4. Introdução à leitura:

Numa comunidade dividida pela hierarquia de classes, Jesus vem para igualar a todos. Perguntado qual seria o maior mandamento da Lei, Jesus imediatamente responde: “Ame ao Senhor seu Deus com todo seu coração, com toda a sua alma, e com todo o seu entendimento. Esse é o maior e o primeiro mandamento.”

Dessa forma, Jesus estabelece uma relação de fraternidade e não mais de opressão, já que aos olhos de Deus, todos somos iguais, sem distinção de cor, credo ou classe social.

5. Palavra de Deus: Mt 22, 34-40

6. Refletindo a palavra:

Podemos citar quais são os 10 mandamentos da Lei de Deus? Ensinamos em casa essas Leis para nossos filhos (as) ou deixamos somente nas mãos da igreja?

7. Canto

8. Oração Final

 


5º DIA

UM CORAÇÃO QUE PROVOCA DECISÃO

1. Acolhida

Irmãos e Irmãs, sejam todos bem vindos para essa comunidade que ora e vibra com as boas ações do Coração de Jesus.

2. Oração

3. Canto

4. Introdução à leitura:

Deus envia seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, e sim para que o mundo seja salvo por meio dele. “Pois, Deus amou de tal forma o mundo, que entregou o seu filho único, para que todo o que nele acredita não morra, mas tenha a vida eterna”.

Com essas palavras Deus provoca nossa conversão. De um lado, os que acreditam em Jesus e vivem o amor, continuando a palavra e a ação Dele em favor da vida. De outro lado, os que não acreditam Nele e não vivem o amor, mas permanecem fechados em seus próprios interesses e egoísmos.

5. Palavra de Deus: Jo 3, 16-21

6. Refletindo a palavra: Como você entende a entrega de Jesus, Filho de Deus, pelo próprio Pai, para salvar-nos? Cite algumas pessoas que são “luzes” na sua vida.

7. Canto

8. Oração Final

 


6º DIA

UM CORAÇÃO QUE NOS REVELA O PAI

1. Acolhida

Meus queridos irmãos e minhas queridas irmãs, é uma alegria nos reencontrarmos para o sexto dia de nossa novena. Sejam todos (as) bem-vindos (as).

2. Oração inicial

3. Canto

4. Introdução à leitura:

Jesus nos revela o Pai através de sua própria vida. Por esse motivo Ele fala com toda a convicção de que quem O vê, vê o Pai.

Jesus deixa bem claro que o caminho para se chegar a Deus é reconhecendo que o Pai se revela no Filho. Dessa forma tudo que for pedido em nome do Filho será o mesmo que pedir ao Pai. Esse pedido será concebido, pois os Dois são um só.

5. Palavra de Deus: Jo 14, 6-17

6. Refletindo a palavra:

Estamos realmente abertos para conhecer esse Jesus que está sendo revelado para nós?

7. Canto

8. Oração Final

 


7º DIA

UM CORAÇÃO QUE DOA TUDO O QUE TEM

1. Acolhida

Estamos novamente reunidos para mais um dia de nossa novena. Que todos (as) sintam-se acolhidos (as) para esse nosso momento de intimidade com Deus.

2. Oração inicial

3. Canto

4. Introdução à leitura:

Jesus observa tudo o que acontece ao seu redor. Consegue ver coisas que muitas vezes as pessoas não vêem. Ele enxerga o valor dos pequenos gestos, coisas que a maioria das pessoas não consegue enxergar. Reconhece o valor da oferta, da doação, da entrega quando ela é feita de coração e quando se coloca o melhor de si e não quando se coloca aquilo que lhe sobra.

5. Palavra de Deus: Mc 12, 41-44

6. Refletindo a palavra:

O que estamos doando a Deus e aos irmãos? Será que estamos doando o melhor de nós ou somente o que nos sobra?

7. Canto

8. Oração Final

 


8º DIA

UM CORAÇÃO QUE GUIA

1. Acolhida

Sejam todos (as) bem vindos (as) a esse nosso oitavo dia de encontro. Que o Sagrado Coração de Jesus ilumine e abençoe esse nosso momento fraterno de oração.

2. Oração inicial

3. Canto

4. Introdução à leitura:

Jesus protege aqueles que o seguem. Está sempre conduzindo as pessoas que se deixam ser guiadas por Ele. Nunca os abandona.

Está sempre disposto a proteger e a cuidar de seu rebanho. E isso se dá porque Jesus não está só, Ele sempre está junto do Pai.

Portanto, a força que se tem não pode ser arrebatada por nenhum tipo de mal.

5. Palavra de Deus: Jo 10, 23-30

6. Refletindo a palavra:

Será que realmente estamos nos deixando conduzir pelo amor do Pai e do Filho?

7. Canto

8. Oração Final


9º DIA

UM CORAÇÃO QUE ENSINA A REZAR

1. Acolhida

Irmãos e Irmãs, sintam-se todos (as) acolhidos (as) pelo amor do Coração de Jesus neste nosso último dia de novena.

2. Oração inicial

3. Canto

4. Introdução à leitura:

Neste nosso último dia de novena, Jesus vem nos ensinar uma maneira de estarmos mais próximos do Pai. Ele nos adverte que nossa oração não deve ser somente repetições de palavras, mas deve expressar o mais íntimo de nosso ser, tudo aquilo que somos e temos para oferecer. Mostra que nossa oração deve ser um espaço de muita intimidade com Deus, quando colocamos nossas virtudes e nossas limitações.

5. Palavra de Deus: Mt 6, 7-13

6. Refletindo a palavra:

Nosso momento de oração está sendo mera repetições de palavras ou estamos realmente expressando o que temos em nosso coração?

7. Canto

8. Oração Final