pescadores1

Vocação é um termo derivado do verbo “vocare” em latim e que significa chamar.


Deus nos chama a viver a Santidade e o Amor, a esse chamado respondemos através de vocações bastante específicas e singulares, aquele que já discerniu qual a vontade de Deus para sua vida é um vocacionado, que dá a sua resposta de forma concreta e perseverante.

O mês de agosto foi instituído como mês das vocações pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) no ano de 1981 e a intenção é que seja um mês de reflexão e oração para que os cristãos assumam a própria vocação a que foram chamados por Deus.


Quando falamos de vocação de maneira mais ampla podemos até dizer a minha é engenheiro, ou advogado, pedreiro, serralheiro e muitas outras. Assim, é entendida como uma inclinação que temos, um talento que desenvolvemos, uma qualidade que destaca, ou até mesmo uma oportunidade que foi aproveitada.


permanecei-em-mim-11-800x500

Mas tratando vocação como algo muito além desse vago entendimento, ela é um chamamento, uma convocação feita diretamente a nossa pessoa, a partir da pessoa de Jesus Cristo, me convoca a estar unido ma Ele e a segui-lo sempre. Muito antes da nossa existência, já havia o nosso chamado. Jesus já nos chamava a viver e anunciar a sua boa nova a todos, algumas vezes até utilizando-se de palavras para isso.

Dar o meu sim ao esse chamado é ligar-me total e plenamente a videira verdadeira (por que sem mim nada podeis fazer – Jo15,5).

A cada semana do mês de agosto celebramos as diversas vocações:

Primeiro domingo: é o dia das vocações sacerdotais. Atualmente também se comemora o dia das vocações diaconais, ou melhor dizendo: dia das vocações aos ministérios ordenados. Essa comemoração se deve ao fato de no dia 4 de agosto celebrarmos o dia de São João Maria Vianney, o Cura D’Ars, patrono dos padres; e, no dia 10 de agosto, o dia de São Lourenço, patrono dos diáconos.

Segundo domingo: por imitação do segundo domingo de maio – no qual é comemorado o Dia das Mães – temos o Dia dos Pais. Sabemos que no Brasil esse dia é comemorado porque antigamente no dia 16 de agosto celebrava-se o dia de São Joaquim, pai de Nossa Senhora e, por isso, adotou-se esse dia e depois o domingo para essa comemoração. Devido a esse fato, nesta data é comemorada a vocação matrimonial.

Terceiro domingo: recorda-se a vocação à vida consagrada: religiosos, religiosas, consagradas e consagrados nos vários institutos e comunidades de vida apostólica e também nas novas comunidades. Essa recordação é feita porque no dia 15 de agosto celebramos o Dia da Assunção de Maria aos céus, solenidade que aqui no Brasil é transferida para o domingo seguinte.

Quarto domingo: é nesta data que se comemora o Dia do Catequista, daí a comemoração do dia da vocação do cristão leigo na Igreja, tanto na sua presença na Igreja como também em seu testemunho nos vários ambientes de trabalho e vida. O dia do cristão leigo voltará a ser comemorado no último domingo do ano litúrgico, domingo de Cristo Rei.


Que a celebração do mês vocacional possa nos trazer as benção de Deus para vivermos a nossa vocação, religiosa, ou leiga, mas que nos fortaleça na vocação universal, a santidade.

santidade1-928x480